Relações tão delicadas

Hay que endurecerse pero sin perder la ternura jamas

As relações humanas sempre foram e sempre serão algo intangível.

Do alto dos meus 51 anos, posso dizer que a vida é uma bela e intrincada trama, um jogo de xadrez onde não há vencedor nem perdedor, no final a dama e o peão sempre morrem.

A vida é feita de escolhas, e por isso eu digo que tenhamos que fazer a nossa. Um bocado de fé, resiliência e perseverança são ingredientes indispensáveis para suportarmos o jugo da nossa existência.

Por quê?

Porque ninguém escapa incólume de uma afronta, de uma desavença, um desentendimento qualquer.

A vida é cheia de altos e baixos, temos que ter serenidade e muita coragem para afirmarmos nossas convicções.

Somos seres incompletos, somos microcosmos em busca de aceitação na imensidão do universo.. somos fortes, por vezes, e fracos por tantas outras!

Onde quero chegar é aprender e saber que precisamos do nosso próximo, assim como ele precisa de nós.

Fundamental é ter a consciência de que somos bilhões de torrentes d’água que PRECISAM e invariávelmente DESAGUAM no oceano chamado VIDA.

3 comentários sobre “Relações tão delicadas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.