ATLETA PETIZ

Arthur é o mais velho dos meus filhos. filhos. Tem quase dois anos de idade. Um detalhe há muito observado é a sua elasticidade. O menino brinca, corre pela sala dezenas de vezes todos os dias e possui uma energia extraordinária.

Algo comum para boa parte das crianças desta idade, não fosse pela sua coordenação ímpar e pela sua plasticidade.

Quando eu chego em casa, à noite, Arthur, ou simplesmente Tuthuio torna-se a criança mais feliz do mundo! Começa a “medir” os passos e começa a correr de trás para frente e de frente para trás. É uma alegria muito grande quando o vejo assim.

O guri tem muita energia, e sai atropelando todos os brinquedos que vê pela frente. Sou muito grato por ter um filho assim, livre, espontâneo e vibrante. Sua alegria e elasticidade remetem à minha infância. Sempre tive muito talento para os desportos, e tenho a certeza que “ele também vai ser assim”, pois “filho de peixe, peixinho é”.

Seu avô paterno, o vovô Tuca, sempre me diz que Arthur vai ser um atleta olímpico, pois é notória a habilidade física e psicomotora do meu filho. Aliás, meu pai sempre teve um humor muito apurado, embora às vezes sarcástico. Mas, no caso de Thutuio, ele fala com uma ponta de seriedade…!

Por fim, depois de exaurido, pula em meu colo, fica mais tranquilo, janta e vai dormir. E assim, mais um dia se inicia, a aurora é o prenuncio de mais brincadeiras e travessuras.

Isso gera uma recompensa muito grande em mim. Por mais que esteja cansado, sinto-me com a sensação de dever cumprido, pois é muito gratificante observar meu primogênito dia após dia se desenvolvendo e iniciando sua vida de forma saudável e pura. Isto, sem dúvida alguma, é um fator que me acalenta e me dá mais energia para superar os obstáculos que a vida nos traz.

Segundo Maria Tereza Catuzzo, Dayana da Silva Oliveira e Ilana Santos de Oliveira, da Escola Superior de Educação Física, da Universidade de Pernambuco, é durante a primeira infância, período que corresponde à etapa da pré-escola e início da escola primária, que ocorrem as mudanças e adaptações mais expressivas no sistema motor humano. A aquisição de habilidades locomotoras (ex: correr, saltar), de controle de objetos (ex: lançar e receber uma bola) e estabilizadoras (ex: equilíbrio em um só pé), parecem ser fundamentais para todo o desenvolvimento motor superior, uma vez que formarão a base para ações relacionadas ao esporte, dança e jogos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.