Meus filhos, razão para seguir

Vou lhe contar uma coisa que têm mudado significativamente a minha vida: meus dois filhos!

Sempre sonhei em casar e ter filhos. Contudo, depois de atravessar pelo deserto que Deus permitiu que eu vivesse, nem que por um tempo, não imaginava que um dia este sonho se realizaria; tampouco a forma..

Após passar por esse longo período inativo, amorfo e sem vida, finalmente saí do pesadelo e comecei a dar sentido a minha existência- e este fato foi consideravelmente elevado ao degrau da paternidade. Sim, ser pai é uma experiência maravilhosa!!!

Demorei 43 anos até que meu primogênito Arthur veio ao mundo; sim, ali eu vislumbrava um novo significado se descortinando perante meus olhos..nasceu meio carequinha, assim como o pai, e aos poucos foi tornando forma de gente. Arthur é muito observador, sagaz, sensível e um pouco introspectivo. Seu advento trouxe a mim muita alegria, paz e um enorme senso de proteção. Amo demais este infante!

Mal tenho palavras para descrever como ele me fez um novo Fred, mais apaixonado pela vida, não obstante suas intempéries. Não vou afirmar que tudo foi fácil, não!! Ressurgiu dentro em mim um senso de responsabilidade que havia perdido há tempo. Todavia, me propiciou um novo paradigma de vida: por que estamos aqui?; qual o sentido de nossa existência?; Por que dar vida a um novo ser?; Se gastamos dinheiro, saúde, noites intermináveis sem dormir, preocupações, como por exemplo: será que ele vai se machucar? aquele lugar é perigoso?- E em um contingente maior de pessoas- será que ele vai se perder? estas e outras perguntas só serão devidamente elucidadas a partir do momento que você torna-se um pai, ainda mais de primeira viagem.. Brincadeira à parte, a paternidade torna-se um tremendo desafio e por toda a vida!

Após um ano e 10 meses, veio ao mundo Gabriel. Este veio cabeludo igual à mãe!

Gabriel é um menino muitíssimo inteligente, intrigante, fino, de muito bom humor e extremamente loquaz e envolvente! Esta agudeza ao se tratar de lidar com o seu semelhante e imensa facilidade em comunicar-se acho que ele puxou de mim. Modéstia à parte, sempre fui muito extrovertido e com rara aptidão no trato de lidar com pessoas as mais variadas possíveis. Não à toa tornei-me um comunicólogo. amo conversar e fazer novas amizades. Enfim, amo a infinita gama de personalidades e suas qualidades, assim como suas idiossincrasias.

Embora tenha me misturado a história dos meus dois filhos, visto que tenho necessidade de falar de mim, tal qual alguém que precisa com urgência provar alguma coisa a outrem, sinto-me bem ao estabelecer um pequeno enredo de mim; agora, por pior que seja o desfecho desta estória, já não me sinto tão só. Vou dizer-lhe uma coisa, bem no esconderijo do ouvido onde brotam as emoções: ser pai é uma maravilhosa aventura…!!!

6 comentários sobre “Meus filhos, razão para seguir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.